Quebec não quer ser uma porta de entrada para os imigrantes

Quebec não quer ser uma porta de entrada para os imigrantes

Aos graduados de algumas das universidades locais foi negado o direito a uma autorização de residência permanente.

Em 7 de junho de 2022, a Imigração Canadá anunciou restrições ao acesso a licenças de trabalho de graduação para graduados de instituições privadas em Quebec. Somente os graduados de instituições de pós-graduação subsidiadas publicamente poderão permanecer no Canadá após a graduação. A restrição entrará em vigor a partir de 1 de setembro de 2023.

Já escrevemos sobre o escândalo envolvendo estudantes universitários particulares de Quebec, que perderam muito dinheiro e ainda estão tentando obter justiça. Com a restrição imposta, o governo de Quebec quer evitar a repetição de tais situações.

"É importante tomar medidas para proteger a integridade de nossos programas de imigração, que devem promover a integração sustentável na sociedade do Québec". Esses ajustes ajudarão a atrair estudantes estrangeiros para estudar em todas as regiões do Quebec e garantir que o Quebec não seja usado como porta de entrada para assentamento em outras províncias", — Jean Boullée, Ministro do Trabalho e Solidariedade Social do Quebec, Ministro da Imigração, Francização e Integração.

Nem todas as instituições educacionais no Canadá emitem um diploma que lhe permita permanecer no país; outras províncias tiveram tais restrições no passado. Uma lista completa das universidades credenciadas para admitir estudantes internacionais pode ser encontrada no site oficial do Governo do Canadá.

Fonte
  • #Quebec
  • #vida no Quebec
  • #imigração para o Quebec
  • #estudar no Quebec para estrangeiros
  • #estudar no Quebec
  • #educação superior no Quebec
  • #como se mudar para o Quebec
  • #como ir estudar no Quebec
  • #estudantes imigrantes no Canadá