Avaliar as chances

Quanto tempo leva para aprender inglês?

Quanto tempo leva para aprender inglês?

Vamos descobrir em quanto tempo você poderá se aproximar de sua meta de aprendizado de inglês e quais fatores a afetam.

Não é segredo que o conhecimento do inglês é uma das competências mais procuradas para uma comunicação tranquila e um desenvolvimento contínuo no mundo moderno. Por ser uma língua internacional, seu conhecimento é necessário tanto para a comunicação cotidiana quanto para o desenvolvimento profissional.

É por isso que muitas pessoas hoje se esforçam para dominar o inglês o suficiente para realizar as tarefas necessárias. Quem começa as aulas de inglês tem uma pergunta comum: quanto tempo devo gastar aprendendo inglês?

Essa pode ser uma pergunta difícil de responder, pois há vários fatores diferentes que entrarão em jogo. Hoje vamos tentar dividi-los para entender e planejar quanto tempo precisaremos.

Definindo o nível

No início, vale a pena definir o que queremos dizer com o conceito de “aprender” inglês. No mundo, é geralmente aceito classificar os níveis linguísticos de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência (CEFR). Para entender quanto tempo precisamos gastar aprendendo inglês, precisamos decidir em que nível estamos agora e qual nível devemos almejar.

Essa classificação identifica seis níveis de proficiência em língua estrangeira com um conjunto correspondente de competências necessárias para cada nível que um aluno deve possuir.

  • O nível A1 é o nível de sobrevivência (iniciante e elementar). Nesse nível, podemos nos comunicar com a ajuda de palavras e gramática básicas, fazer perguntas simples e entender expressões básicas.
  • Nível A2 — Nível pré-intermediário. Já é possível se comunicar no dia a dia, ler textos não complexos, escrever frases elementares, contar suas experiências em termos simples.
  • O nível B1 é um nível limite (intermediário). Nesse nível, o aluno se sente mais confiante na conversa e pode ir além das situações comuns para falar sobre seus sonhos e aspirações. Torna-se possível ler a imprensa e os livros e escrever ensaios simples.
  • O nível B2 é o nível avançado limite (intermediário superior). A fala se torna mais confiante e fluente, o que facilita muito a comunicação com falantes nativos. O aluno é capaz de manter uma conversa sobre praticamente qualquer assunto. As ideias principais de textos complexos sobre uma variedade de tópicos são facilmente compreendidas.
  • O nível C1 é o nível de proficiência profissional (Avançado). Esse nível implica fluência no idioma. O conhecimento é suficiente para atingir todos os objetivos sociais, acadêmicos e profissionais. Ler e escrever não apresentam dificuldades e contêm um número mínimo de erros. Um aluno pode distinguir toda a gama de estilos de inglês, do falado ao formal.
  • Nível C2 — Nível de proficiência. No nível mais alto de proficiência, o aluno será capaz de reproduzir a linguagem falada e escrita com precisão e sem erros, compreender todos os significados explícitos e implícitos do idioma em todas as situações.

Na maioria dos casos, um nível B2 é suficiente para muitas pessoas se comunicarem em inglês e atingirem seus objetivos profissionais e sociais. No entanto, você deve sempre considerar cuidadosamente os requisitos que precisa cumprir para se mudar para outro país, trabalhar em uma profissão específica ou estudar em um determinado nível de educação. Dependendo da finalidade e do país, os níveis podem variar e geralmente são confirmados pela aprovação em exames internacionais (por exemplo, IELTS ou Duolingo).

Contando as horas

Quando os níveis inicial e desejado estiverem claros, você poderá estimar quanto tempo levará para dominar o idioma. Os especialistas de Cambridge calcularam o número aproximado de horas necessárias para passar de um nível de inglês para o outro.

  • De zero a A1: 90-100 horas.
  • A1 a A2: 100-150 horas.
  • A2 a B1: 160-240 horas.
  • B1 a B2: 180-260 horas.
  • B2 a C1: 200-300 horas.
  • C1 a C2: 300-400 horas.

É importante lembrar que não é apenas a quantidade de tempo gasto, mas também a intensidade das aulas que desempenha um papel. Vale a pena levar em conta o fato de que, com baixa intensidade, o que você aprendeu tende a sair da cabeça mais rápido. Portanto, se você dedicar apenas duas horas por semana ao inglês e não retornar a ele durante o resto do tempo, ou seja, não fizer a lição de casa, não aprender palavras e não estudar materiais adicionais, será muito menos eficaz e provavelmente levará muito mais tempo para passar para um novo nível.

No entanto, você deve ter cuidado para não exagerar em seus esforços. Certifique-se de fazer pausas e pausas nos estudos, descansar seu cérebro e processar as informações recebidas. Caso contrário, existe o risco de se sobrecarregar e formar uma resistência constante para continuar o processo de aprendizado.

Estabelecendo metas

Para alcançar com sucesso o que queremos, precisamos definir metas claras para nós mesmos. Isso nos ajuda a acompanhar nosso progresso e a nos manter motivados no processo de aprendizado. Portanto, é importante entender por que precisamos aprender inglês. Os objetivos podem ser diferentes: conseguir um novo emprego em uma empresa internacional, estudar no exterior ou ler literatura especial em inglês. Isso nos ajudará a entender quais competências linguísticas precisamos alcançar.

Além dessas metas de longo prazo, também faz sentido definir metas de curto prazo. Em outras palavras, defina um plano de estudo passo a passo com prazos específicos e resultados visíveis.

Formando um hábito

Aprender inglês deve se tornar algo permanente em nossas vidas. Para fazer isso, é necessário transformar esse processo em um bom hábito. Você deve se acostumar lentamente a entrar em contato com o inglês todos os dias, pelo menos em um nível mínimo de interação. Por exemplo, assine artigos de notícias em inglês, assista a vídeos no YouTube e aprenda algumas palavras por dia.

Seleção de recursos e de um instrutor experiente

Como percebemos, aprender um idioma é um processo complexo e demorado que requer uma abordagem e um planejamento adequados. Apesar da grande quantidade de recursos disponíveis atualmente, muitas vezes é uma tarefa árdua escolher o material certo. Além disso, ao estudar sozinho, pode ser difícil definir metas de curto prazo e delinear a maneira mais eficaz de alcançá-las.

Portanto, se seu objetivo de aprendizado é sério e você pretende dominá-lo da forma mais rápida e produtiva possível, a melhor saída é recorrer a profissionais. Um professor experiente poderá ajudá-lo a decidir o nível e traçar um caminho para níveis mais altos. Eles também monitorarão cuidadosamente seu progresso e ajustarão o processo de aprendizado de acordo com suas necessidades.

Temos o prazer de recomendar a ILAC Canadian English Language School, onde todos os cursos são elaborados para ajudar os alunos a alcançar os resultados desejados no melhor tempo possível, e professores nativos experientes podem orientá-lo até sua meta da maneira mais eficaz. A ILAC oferece os programas mais atualizados disponíveis atualmente:

  • Inglês geral para estudantes que iniciam sua jornada nos níveis fundamental e intermediário.
  • Cambridge English para quem quer atingir um nível de fluência.
  • Preparação de pré-inscrição, que prepara você para programas de graduação e pós-graduação e permite que você entre sem fazer um exame internacional adicional.
  • A preparação para o teste IELTS ajudará você a se preparar para passar no exame internacional com a pontuação certa.
  • O inglês para negócios ajudará você a aprender o idioma para se comunicar em um ambiente profissional.
Fonte
  • #Idioma inglês
  • #aprendizado de inglês
  • #nível de inglês
  • #inglês para trabalho
  • #inglês para estudar
  • #inglês para se mudar
  • #objetivos de aprendizado de inglês